Por favor, assine meu álbum de visitas! / Please, sign my guestbook!

**********************************
Postagens / Posts
**********************************

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Contrastes



Essa era eu em 1968 (não encontrei foto melhor, então tive que usar essa mesma). Tinha, então, 18 anos. Quando olho, hoje, vejo uma jovem bonita, esbelta, com um belo cabelo longo. No entanto, recordo claramente como me achava feia, gorda e vivia brigando com meu cabelo! A vida estava, então, praticamente toda a minha frente, esperando para ser explorada, experenciada, desfrutada. No entanto, eu escrevia coisas como as que seguem...


Vazio (1967)

Não sei o que faço
não sei como passo
os dias inteiros
que passam ligeiros
as horas que voam
que voam
que voam!
E o tempo a voar
e eu sem enxergar
o tempo que vem.
Sem imaginar
o tempo que vem.
Sentido o nada
no tempo que vem.
Vendo que não vem
o tempo que vem!
E eu sinto o vazio
eu sinto o infinito
eu sinto o branco...
ou o negro,
não sei!
Não sei se virão
os dias futuros.
Não sei que serei.
Não sei se serei.
Não se se serei
no tempo que vem!


Autômato (1968)

Sozinha
no espaço vazio da vida
caminho sem rumo.
O sangue quente,
e a alma morta.
Caminho mares,
mastigo lâmpadas,
não tenho forma ou cor.
Não sinto dores,
não tenho lágrimas,
meu riso é morto,
meu gesto é máquina.
Não sei o amigo;
sei lembranças flutuantes...
Sei que já existi.
Não sei se existo.



Essa sou eu hoje. Bem, a foto é do ano passado, mas a única coisa que mudou foi meu cabelo, que agora está loiro e um pouquinho mais comprido. Quem era gorda?????

Ah, se pudesse sentir, então, como hoje sinto... Quantas lágrimas teriam sido poupadas! Quantas crises existenciais teriam sido evitadas! Mas, enfim, talvez todas aquelas lágrimas e todas aquelas crises foram o caminho necessário para me conduzir aonde hoje estou. A vida é misteriosa... É uma luta constante, um aprendizado constante, uma sucessão alternada de alegrias e crises, um constante cair e levantar. Um dia, finalmente, descobrimo-nos capazes de apreciar nosso verdadeiro valor, de vivenciar um estado de felicidade permanente, não importa quão sérias as crises que momentaneamente possam nos acometer. Quando isso acontece, porém, estamos muito mais perto do ponto de chegada do que daquele de saída. Consigo ver uma única explicação para tal mistério... O ponto de chegada deve ser, na verdade, o verdadeiro ponto de saída! E tudo que aprendemos por aqui provavelmente será transportado para um plano superior, em que todos nossos aprendizados se somarão e nos transformarão em algo maior, divino, incompreensível.

8 comentários:

Edson Marques disse...

Eneida,

gostei das fotos, tos textos e dos poemas.


Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.


Abraços, flores, estrelas..


(Estou relendo a "Eneida", de Virgílio.)

.

maristela bairros disse...

Eneida! Que saudades de n�s, daquele tempo que a gente nem soube valorizar.
Mas hoje t� bom tamb�m.
Estou te linkando. Sabe do que lembrei agora? De um almo�o, na tua casa, com teus pais, e o detalhe do detalhe: a sobremesa era goiabada casc�o com queijo. Romeu e Julieta! Que del�cia.
beijo
maristela

renatinha! disse...

Eneida querida,

Passando para te desejar FELIZ DIA DO AMIGO, aproveitando para te dar um beijo e um otimo final de semana!

Osc@r Luiz disse...

Gostei do teu estilo de escrever...
Tem outros?
Um pouquinho mais alegres quem sabe...
A Maristela fala com propriedade. Nunca vi faltar goiabada ou pessegada na casa da Vó. Só que com Leite Condensado, não queijo.
Olha!
Pergunta pra Nô, por que é que ela colocou foto no teu mapa e no meu não... Vê onde é que eu tiro a senha...
Eu querooooooo!
Beijos e uma ótima semana!

Osc@r Luiz disse...

P.S. Putz! Que foto mais linda essa da Lua...
Daria um lindo banner pro teu blog. Pense nisso...
P.S.2 - Edson é uma estrela. Uma celebridade. Se ele disse que gostou dos seus poemas, comemore com o champagne mais caro!
BEijo!
P.S.3 - Na confirmação do envio, a sequência que caiu foi "oqtoxagx"... Esse negócio fica me desafiando pra ver se eu consigo falar esquimó.Mas eu sempre venço ele!!! Hahahah!
Beijo!

Angela Gastal Lago disse...

Oi!!
Nao vou poder mais entar no skype naquele horário de terca pq to em outro emprego... Mas vou continuar sempre passando aqui pelo blog!!
Tá muito lindo este teu post!!
Bjinhusss

Maria Fernanda disse...

Olá Eneida,
Adorei tudo.
bjs

Tânia Defensora disse...

Oi Eneida!
Lindas as fotos e os poemas. A propósito vc se sente melhor hoje ou naquela época?
Eu sou mais eu hoje!
Beijos